CUBÍCULOS DE MÉDIA TENSÃO

cubículos de média tensão

Cubículos de média tensão eletroAlta

Conheça os nossos cubículos blindados de entrada, medição e proteção

Fornecemos cubículos blindados de entrada, medição e proteção e, também de manobra e acionamentos de média tensão ao tempo.

Em síntese, nossos cubículos blindados são a solução ideal quando se procura por um sistema compacto e seguro.

Este tipo de sistema promove a proteção de seu conteúdo, do operador na execução das manobras de média tensão, como resultado, maior garantia, a máxima segurança e confiabilidade.

Analogamente, o seu prazo de energização torna-se mais curtos em relação a obras civis de subestações convencionais. Ao passo que podem ser remanejados em caso de imóvel alugado.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

Com disjuntor fixo ou extraível, por exemplo: Siemens, Schneider, Eaton
Tecnologia de interrupção SF6 ou Vácuo
Classes de tensão 15 kV.
In – Corrente nominal de 630A
IccK – Corrente de curto-circuito de 16 kA / 25KA
Resistência ao arco interno até 16kA/1s

PADRÃO:

  • NR10
  • CPFL
  • ELEKTRO
  • SABESP
  • DAERP
  • ETC
  • Atende a normas técnicas em especial a ABNT NBR14039 e NTC 903100 da COPEL

O que são cubículos blindados?

Para instalações superiores a 300 kVA, a norma determina que a proteção geral deverá ser feita através de um disjuntor de média tensão com atuação comandada por relé de proteção microprocessado com as funções AISI 50/51 e 50/51N.

Nossas características construtivas:

  • Possui proteção contra contatos acidentais às partes vivas do seu interior e a penetração de água, com os seguintes graus de proteção, conforme a ABNT NBR IEC 60529, uso externo IP44, conclusão: maior segurança operacional.
  • Grade metálica de arame galvanizado com malha máxima de 20 mm, instalada imediatamente após a porta, como resultado evitar  acessos durante inspeção visual.
  • As partes metálicas possuem tratamento anti-corrosivo e pintura eletrostática a pó, adequados às condições em que serão instaladas, como resultado, maior durabilidade.
  • A medição em alta tensão possui dispositivos para colocação de lacres na grade interna pela concessionária, conforme padrão concessionária.
  • O sistema de ventilação da cabina é dimensionado para atender a necessidade.
  • O compartimento com chave seccionadora tripolar, situado antes do disjuntor de alta tensão, é provido de visor que permita a visualização das lâminas da chave seccionadora ou outra sinalização de ausência de tensão.
  • Contém um dispositivo de intertravamento elétrico entre a chave seccionadora e o disjuntor geral, Desta forma evita-se abertura da chave em carga.
  • As partes metálicas das instalações da entrada de serviço tais como: carcaças de transformadores, pára-raios, equipamentos, caixas de medição, portas, janelas e suportes metálicos, deverão ser ligados diretamente ao sistema de aterramento através de condutores de cobre com seção mínima de 25 mm² ou de aço cobreado seção 35 mm², assim proteção contra choques por contatos diretos.

Relé Secundário de Proteção

O relé de proteção usado é eletrônico microprocessado e atender às seguintes características básicas:

  • Contém as funções 50/51, 50/51N e 74 (supervisão do circuito de trip) em uma única peça;
  • É providos de IHM (interface homem/máquina) para a parametrização e verificação dos ajustes.
  • Dispositivos para lacres na tampa frontal de acesso à IHM do relé;
  • Indicação por LED ou display, no mínimo, os seguintes estados:
    • abertura por fase – 50/51F;
    • abertura por neutro – 50/51N;
  • Curvas-padrão pré-ajustadas Normal Inversa, Muito Inversa e Extremamente Inversa, tanto para faltas entre fases como para faltas a terra. As curvas devem seguir o padrão da norma IEC.
  • Possuir função de auto-check e contato de watch dog para sinalização em caso de falha de funcionamento.

Caixa do Sistema de Proteção

O nosso sistema de proteção possui uma caixa separada com:

  • relé secundário de proteção de sobrecorrente, relés auxiliares;
  • fonte capacitiva para alimentação do relé e/ou do circuito de disparo (trip);
  • disjuntor geral do circuito de alimentação;
  • régua de bornes para ligações do circuito de proteção e bloco de aferição para conexão do circuito de corrente dos TCs;
  • botão e lâmpada teste da fonte capacitiva;
  • botão de disparo do disjuntor MT;
  • acionamento de reset na IHM do relé;
  • plaquetas de acrílico ou policarbonato indetectáveis para identificar as sinalizações e botoeiras.

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS

  • Redução do tempo de implantação de sua obra, afinal tempo é dinheiro.
  • Atendimento a NR-10, definitivamente a melhor solução.
  • Melhor custo benefício, do contrário tens que construir alvenarias.
  • Pode ser removido e instalado em outro local, portanto pode ser reaproveitado.
  • Menor custos de implantação
  • Aumento da confiabilidade e segurança operacional, de acordo com normas técnicas.

CONHEÇA OUTROS SERVIÇOS

  • Estudos de viabilidades
  • Tramites junto a concessionárias
  • Proteção, Medição, Transformação e Controle de Energia
  • Distribuição de Potência e Comandos Elétricos
  • Iluminação Geral e Específica
  • Proteção Atmosférica e Aterramento
  • Telefonia / Sonorização
  • Cubículos de Média Tensão
  • Quadros de Distribuição
  • Centro de Comando de Motores – CCM  PTTA
  • Banco de Correção Automática de Fator de Potência
  • Automação Industrial
  • Instalação de Grupo Geradores
  • Execução e Adequação de SPDA conforme NBR5419
  • Infraestrutura eletromecânica completa
  • Instalações Elétricas de Média Tensão
  • Instalações Elétricas de Baixa Tensão
  • Instalação Elétrica de Baixa Tensão
  • Instalação Elétrica em Áreas Classificadas
  • Manutenção de Subestação
  • Instrumentação
  • Instalação e Manutenção de Máquinas
  • Adequação para Segurança Contra Incêndio